BUSCA NO SITE:

7 MAIORES ERROS AO CONTRATAR MAQUETE ELETRÔNICA 3D

por Fabio Torlai em 21/11/2018 às 01:04:06.

Se o seu empreendimento ainda não está pronto, você está vendendo apenas uma promessa e tudo o que seu cliente vai ver antes de decidir se faz o investimento ou não são as perspectivas da maquete eletrônica 3D.

Imagens com qualidade deficiente, detalhes fora do lugar ou incoerência podem arruinar toda uma campanha de vendas.

O processo de criação não é tão simples quanto pode parecer, além do domínio do software, os profissionais envolvidos precisam ter noções em fotografia, arquitetura, design e marketing . Dessa forma uma planilha de comparação que cruza somente o nome do fornecedor com o preço pode resultar em um desastre de vendas.

Estes são os principais erros na contratação de Maquetes Eletrônicas 3d em lançamentos imobiliário:

1. Não definir critérios de comparação

Compare o portfólio dos candidatos a fornecedor e observe se além de uma boa composição, as imagens estão bem enquadradas e se a decoração faz sentido. Os clientes percebem coisas estranhas como carros muito caros em imóveis de padrão mais baixo ou decorações muito baratas em imóveis de alto padrão. Reserve algum tempo para decidir o que é importante na contratação deste serviço além do preço do serviço. Qualidade das imagens? Qualidade do atendimento? Porte e tempo de existência da empresa? Satisfação de outros clientes? Veja nossa postagem: Critérios para comparação de um fornecedor

2. Não reservar tempo suficiente para a execução do serviço

Um erro bastante comum é subestimar o tempo necessário para a criação das perspectivas 3d. Além de representar o espaço, existe um trabalho muito específico de cenografia. É comum que sejam necessárias algumas revisões e estudos para alcançar o melhor resultado. Ao criar o cronograma, lembre-se também de que o dia da entrega da maquete eletrônica não é o dia em que as imagens vão para a gráfica. Sua equipe de design precisará de tempo para finalizar as peças com as ilustrações. Além disso, é muito importante fazer peças-teste, para verificar como sai a impressão e fazer os ajustes necessários, o que vai consumir mais alguns dias. Veja Também: Quanto tempo leva para um conjunto de ilustrações ficar pronto?

3. Falta de planejamento para a maquete eletrônica

Cada imagem interna ou externa deve ter um objetivo. Quero explicar de forma objetiva como é o espaço? Quero causar uma emoção e alimentar um sonho de consumo? Que objeções podem ser respondidas com uma imagem, ao invés de um discurso? Alguns usos possíveis para a maquete eletrônica 3d incluem: Simulações de possibilidades diferentes de decoração. Simulação de como a luz solar alcança determinado cômodo. Criar um cenário que remeta a um sentimento (como relaxamento, segurança, status elevado, conforto ou diversão). Mostrar um detalhe no qual você investiu além do que seus concorrentes fazem (revestimento de qualidade superior, detalhe mais elaborado na obra). FyrStudio-Giacomazzi-Hole-in-one-Varanda-web Maquete Eletrônica – Objetivo: Transmitir estilo de vida Veja o case completo: Giacomazzi – Hole in one

4. Não fazer um bom briefing

É importante investir algum tempo no relacionamento com o prestador de serviço para orientá-lo em relação aos detalhes das ilustrações. Considere que para construir o modelo, são necessárias quase tantas especificações quanto as que são necessárias no canteiro de obras: materiais utilizados, detalhes construtivos e especificações de acabamento. Além dos aspectos objetivos uso planejado para cada ambiente, bem como os objetivos de cada imagem e as objeções esperadas. Além de ajudar seu fornecedor, você também terá uma visão mais clara do resultado final.

5. Contratar com o projeto arquitetônico incompleto

Com base em nossa experiência, se o projeto arquitetônico ainda não está completo, é importante estar pronto para investir em refações e estudos adicionais e um tempo de execução muito maior. A maior velocidade possível é quando o projeto já está aprovado em prefeitura. Claro que é interessante ter estudos de projeto com ilustrações realistas, mas ajuste suas expectativas para um tempo maior de execução

6. Não pensar nas mídias de publicação das imagens

Este é um ponto de extrema importância, mas que acaba sendo esquecido com frequência, fazendo com que toda a campanha tenha resultados piores. O responsável pelo planejamento das peças deve informar o que será feito com as imagens (tamanho de impressão, tipo de papel, usos digitais), de forma que elas sejam preparadas de acordo para estes usos, garantindo o melhor resultado possível. Imagens “pesadas” farão seu site demorado para carregar e imagens sem a preparação correta não terão a melhor qualidade de impressão. Veja também: Ideias de como usar imagens na publicidade imobiliária

7. Contratar imagens insuficientes

A campanha de vendas de um empreendimento é um processo longo e ter poucas imagens disponíveis tornará as peças repetitivas. Pense em comerciais que são repetidos muitas vezes e perceberá que fica cada vez mais fácil ignorá-los. Sabemos que a decisão de compra não é instantânea, um comprador vai pensar muito e analisar várias opções por isso deve-se investir em relacionamentos longos. Neste tipo de campanha quem mostra mais novidades, tem atenção por mais tempo. Se as pessoas pararem de prestar atenção em você, não será possível criar interesse, que leva ao desejo de compra e finalmente a ação.

Conte com o apoio de nossos consultores para ajudar no seu planejamento e evitar essas armadilhas.

  • Compartilhar:
Fique por dentro de todas as novidades. Cadastre-se em nossa newsletter:
Receba conteúdos exclusivos sobre o mercado imobiliário: comunicação, inovação, estratégia e cases. Seu endereço de e-mail estará seguro.